Bolachas saudáveis de aveia e manteiga de amendoim com sementes

Por aqui, meus amigos, isto anda o Kosovo (a Síria?). O ritmo do trabalho, já de si acelerado, tem atingido níveis desafiantes para a sanidade, e o acumular das funções assistenciais (leia-se: o tempo no horário de um médico destinado a consultas) com as actividades de formação começa a espelhar o tempo que se tem feito sentir nesta bela linha de Cascais: ora chuvoso, ora demasiado quente; ora cinzento, ora cegante; por vezes, como o humor de uma mulher em certas alturas do mês, tudo ao mesmo tempo. Uma coisa é certa: tanto na roupa do dia-a-dia como no couro de resistência profissional, já não sei muito bem para onde me virar.

E, quando assim é — leia-se, quando o desespero bate à porta —, pouco mais há a fazer, digo eu, do que… bom, ligar o forno e cozer umas belas bolachas. Perfeitas tanto como snack nocturno culpado como para um lanche nutritivo, versáteis até dar com um pau, e, geralmente, estupidamente rápidas e fáceis de fazer, as bolachas são, de facto, uma ideia genial, e uma dádiva dos céus: especialmente, se se tiver à mão os ingredientes certos. Estas que hoje vos trago são uma receita original de yours truly — ou, melhor dizendo, o resultado das minhas violações sucessivas de uma outra que sigo já há muito tempo, do fantástico Sally’s Baking Addiction. A verdade é que, tal como aqui os apresento, estes pedaços de mau caminho estão tão longe da formulação primária que podem, de facto, ser considerados criação minha: o que os torna no primeiro exemplar do género a aparecer aqui, portanto, yay! (Disclaimer: Bolachas são a coisa mais fácil do mundo de inventar, portanto, o crédito disto é muito relativo. Até pode já haver por aí uma receita praticamente igual a esta — quem sabe? Quem quer saber? Deixem-me viver a minha felicidade em paz!!!)

Estas bolachas contam com as doses generosas de manteiga de amendoim e mel para ganhar coesão, e com os pedaços de amendoim, as sementes de linhaça e os dois tipos de aveia para ficarem deliciosamente crocantes. Quando as colocarem no tabuleiro, podem não vos parecer muito unidas: não se preocupem, porque, no final da cozedura, verão que os vossos medos são infundados. Se as deixarem umas horas no frigorífico antes de consumir, então, ficarão surpreendidos com o quão firmes ficam, e com a riqueza dos sabores e da textura! Além disso, e apesar de uma bolacha equivaler a ~120 calorias, este é um valor nutricionalmente rico, sem açúcares refinados, praticamente vazio de “gorduras más”, e até — é verdade — sem farinha! Tudo isto às vossas mãos em 20 míseros minutos, sem segredos ou magia.

FICHA TÉCNICA

  • Tempo: 10 min (preparação) + 10 min (forno).
  • Dificuldade: Muito baixa.
  • Porções: ~10 bolachas.
  • Calorias (total): 1214 kcal.
  • Calorias (1 bolacha): 121 kcal.

Ler o resto da receita >