“Queques que Enchem a Alma”, de Joana Macieira

Hoje, inicio uma nova rubrica no blog: pequenas críticas a livros de culinária (e assuntos relacionados? Salvaguardas nunca são de mais). Não é bem a implementação da república portuguesa: mas, then again, isso também já não se comemora, não é?

Bom, começando, então: o que vos trago hoje — e, pela minha sanidade e liberdade pessoais, vou tentar fazer estas apreciações de uma maneira mais liberal, e/ou menos cuidada e artística, do que o que costumo apresentar no meu blog literário, nightbird. — é o primeiro livro de culinária que me lembro de ter adquirido desde a infância (altura em que, com jeito ou não — gosto de acreditar que com —, fui, também, muito prolífica na destruição de cozinhas ajuda à confecção de bolos e semelhantes): Queques que Enchem a Alma, da já aqui múltiplas vezes mencionada Joana Macieira, autora do blog Palavras que Enchem a Barriga.

Como já tenho vindo a repetir, a Joana, além da feliz coincidência de se tratar de uma médica interna formada no mesmo ano que eu, foi a pessoa graças à qual consegui, finalmente, começar a fazer muffins direito: e, em consequência disso, a pessoa que virou a minha vida culinária e alimentar de pernas para o ar — já que, desde esse primeiro sucesso, tenho vindo a fazer fornadas e fornadas destes bolinhos de todas as maneiras, com grande lucro para a minha estabilidade mental (e muito pouco prejuízo para a física). Por tudo isto, e porque muffins são um tema tão específico e especial — e eu gosto de coisas específicas e especiais —, senti que tinha mais do que a obrigação de comprar o livro dela: e, assim, dei início àquilo que espero que venha a ser uma série de aquisições deste género.

O livro da Joana está organizado um pouco como o seu blog: cada “entrada” começa com a citação da letra de uma música (algo que me faz sorrir, já que eu própria sou uma debitadora inveterada de letras), parte para um pequeno mergulho num qualquer episódio da sua vida pessoal ou reflexão filosófica, e termina, claro, com uma receita — que pode, ou não, estar relacionada com o texto precedente. Esta estrutura é relaxada, diferente, e rica; acredito que não agrade a todos, mas, na globalidade, diria, no mínimo, que vale muito a experiência.

 

Título: Queques que Enchem a Alma
Tema: Queques/Muffins
Doces/Salgados: Ambos
N.º de Receitas: 38

Autoria: Joana Macieira
Ilustração: Patrícia Furtado
Editora: Verbo, da BABEL
Ano: 2014

Preço: €17,50 [ Wook | Fnac ]

Positivo Negativo
As dicas gerais iniciais sobre a confecção e conservação de muffins. Relativamente curto e com poucas receitas, para o preço.
As receitas, que são realmente óptimas, e muito bem explicadas: ninguém sai deste livro sem saber fazer muffins, e dos bons! Muitas das receitas, e todos os textos, são acessíveis gratuitamente no blog da Joana, alguns de forma quase inalterada, o que põe em causa as vantagens de obter o livro físico para pessoas que não são obcecadas por eles, como eu.
Os textos acompanhantes da Joana, muito bem escritos e com um enorme toque pessoal, tornam este num livro de culinária muito diferente do habitual. As ilustrações fofinhas e old school não são muito o meu género — mas, por outro lado, isso é apenas uma questão de opinião pessoal.
A encadernação em capa dura.

Classificação final: 3,5/5.
Vale o dinheiro?: Se se gostar muito de muffins… e de livros.
Se fosse hoje, voltaria a comprar?: Sim!