Couscous com legumes salteados

Infelizmente, só conheci este prato árabe um pouco tarde na vida, há uns três anos, e comecei a consumi-lo com regularidade apenas recentemente: inicialmente, durante uma viagem a Londres, em Maio; no regresso, nas várias novas preparações da Go Natural, que — e garanto que ninguém me paga para dizer nada —, ainda é uma loja de restauração “rápida” altamente subestimada. (Talvez Portugal só ainda não esteja pronto para este tipo de alimentação — leia-se, (mais) saudável. Se bem que, ultimamente, isto até parece estar mais encaminhado… tudo a seu tempo.)

Adiante: por essa altura, quando comecei a desenvolver um gosto especial por esta… erm, segundo a Wikipédia, “sêmola de cereais“, falei disso ao meu mui leal e altamente culinário colega de casa, que prontamente comprou um pequeno saco de grão grande, para eventualmente experimentar. No entanto, até à sua ida de férias, isso não chegou a acontecer: pelo que acabei por ser eu, há umas semanas, a testar a feitura da iguaria pela primeira vez na nossa casa. Como nunca tinha cozinhado couscous, procurei formas de preparação na internet, e acabei por me deparar com esta receita básica da Milaneza, que, como quase-vegetariana de gostos que já confessei ser, me pareceu ser precisamente o tipo de coisa que me cairia mesmo bem. Não fiz tudo exactamente da mesma maneira, até porque o meu couscous era de grão maior, e a ideia de polvilhar com requeijão veio mesmo de experiências (divinais, para o tipo de serviço esperado) anteriores na Go Natural, mas o resultado foi tão bom, tão bom, que a minha moda ficou. Entretanto, este fim-de-semana, aqui na terrinha dos meus pais, comprei grão médio — que, ironicamente, não andava a conseguir encontrar em Oeiras —, e fiz esta delícia para eles e para o meu namorado (criatura perfeita, já agora). E, como modestamente já esperava, foi um sucesso tal que, apesar da simplicidade, a partilho aqui hoje convosco!

E, claro, Nota-de-Saúde-da-Luísa: O couscous é um prato óptimo, muito saboroso e extremamente saciante: além de que, dependendo da preparação, pode ser altamente saudável. É o caso deste exemplo. Experimentem, e convertam-se!

FICHA TÉCNICA

  • Tempo: 45 min.
  • Dificuldade: Média-baixa.
  • Porções: 4 doses.
  • Calorias (total): 1500 kcal (sem requeijão).
  • Calorias (1 dose): 375 kcal (sem requeijão).

Ler o resto da receita >

Anúncios