Pão de banana com nozes pecan e cobertura de queijo creme

Eu adoro banana. E adoro cozinhar doces. Posto isto, não sei como raio se deu o muito improvável facto de nunca ter feito banana bread, o muito americano (e afamado) bolo de banana em forma de pão. O pão de banana — vou chamar os bois pelos nomes — pode fazer-se de variadíssimas maneiras: umas mais tradicionais, outras mais inventivas. A Sally, do fantástico Sally’s Baking Addiction, que já tanto referi neste blog, garante que esta receita, “um twist no clássico”, é a melhor formulação de pão de banana que já cozinhou — ainda por cima (pensei eu, enquanto passava os olhos pelos ingredientes e me babava) leva uma cobertura de queijo creme, algo de que gosto muito, e que me pareceu que contrastaria bem com o doce do pão. Além disso, tinha metade de uma embalagem de queijo Philadelphia para gastar, e o Sandro vinha no fim-de-semana. De que mais razões precisava?

Aviso-vos desde já de uma coisa: este bolo é gordo. É mesmo, mesmo uma gordice — as calorias, como poderão ver abaixo, não são convidativas para dietas. Portanto, se o forem fazer, consumam em moderação, ou então deitem o risco cardiovascular e a aparência para debaixo da cama e cometam, pontualmente, uma grande asneira (dica: partilhado sabe melhor, e engorda menos).

Vá, estou a exagerar um pouco. Os bolos tradicionais, aqueles cujas receitas herdámos das nossas mães e avós, não ficam longe deste em aporte calórico: na verdade, alguns até o ultrapassam. Ainda assim, e excepcionalmente neste blog, não posso, de todo, considerar esta uma receita saudável: não é, e não se esforça por isso. Eu até fiz algumas alterações ao original da Sally: nomeadamente, usei margarina em vez de manteiga, cortei as nozes na massa para menos de metade e introduzi uma pequena quantidade de chocolate em pedaços, e usei muito menos de todos os ingredientes indicados para fazer a cobertura — só não reduzi o açúcar do bolo, embora, após o provar, pense que viveria bem com 100g em vez de 150g (conselho para a minha próxima vez, mas vocês até o podem seguir já!) —, e mesmo assim não se salvou. Mas querem a maior verdade? É i-n-c-r-í-v-e-l. É mesmo dos melhores bolos que já comi: e a cobertura é absolutamente fantástica. Este, em particular, desapareceu tão rápido que eu quase não o vi. E vou deixar de o tentar vender, porque se a imagem abaixo não vos convence por si só, não sei o que convenceria.

FICHA TÉCNICA

  • Tempo: 30 min (preparação) + 1-1,5 horas (forno).
  • Dificuldade: Baixa.
  • Porções: 12 doses.
  • Calorias (total): 2900 kcal (sem cobertura); 3500 kcal (com cobertura).
  • Calorias (1 dose): 242 kcal (sem cobertura); 292 kcal (com cobertura).

INGREDIENTES

para o bolo

  • 115g de margarina;
  • 150g de açúcar amarelo;
  • 2 ovos;
  • 80g de iogurte natural magro cremoso;
  • 450g de bananas (equivale a 4 ou 5) bem maduras;
  • 1 colher de chá de essência de baunilha;
  • 250g de farinha de trigo;
  • 1/2 colher de chá de canela;
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio;
  • 1/4 colher de chá de sal;
  • 30g de nozes pecan;
  • 25g de chocolate para culinária.

para a cobertura

PREPARAÇÃO

  1. Untar e enfarinhar muito bem uma forma de bolo inglês. Pré-aquecer o forno a 175°.
  2. Com uma batedeira eléctrica, bater a margarina e o açúcar até obter uma mistura cremosa e completamente uniforme. Acrescentar os ovos um de cada vez, batendo bem após cada adição. Por fim, adicionar as bananas muito bem esmagadas (devem estar em creme), o iogurte e a essência de baunilha, misturando tudo muito bem uma última vez.
  3. Num recipiente à parte, com uma vara de arames ou uma colher de pau, misturar bem a farinha peneirada, a canela, o bicarbonato e o sal, também até tudo estar bem homogéneo.
  4. Juntar os ingredientes secos aos líquidos, mexendo apenas até se encontrarem combinados e já não haver farinha solta, e não mais. No final, acrescentar as nozes picadas e o chocolate partido em pedaços, envolvendo suavemente.
  5. Verter a massa na forma, agitar para nivelar, e levar ao forno durante 1-1,5 horas, dependendo do forno, ou até que um palito inserido no centro da forma saia seco. Aos 30 minutos de cozedura, pousar uma tira de papel de alumínio sobre o bolo, para não torrar demasiado.
  6. Retirar e deixar arrefecer completamente dentro da forma antes de desenformar. Após desenformado, o bolo pode ser guardado no frigorífico até 7 dias.
  7. Fazer a cobertura apenas quando for para servir: Com uma batedeira eléctrica, misturar bem o queijo creme e a manteiga, até obter um creme uniforme. Acrescentar o açúcar e, por fim, o leite, batendo bem após cada adição. Barrar a cobertura no topo do bolo, e finalizar com nozes pecan picadas ou inteiras, conforme a preferência.

A minha mãe, como qualquer comum mortal, morreu de inveja quando viu a fotografia. Não fiques triste, mãe: também faço para ti!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s