Fudge rápido de manteiga de amendoim

Como já estou farta de dizer, a minha relação com a manteiga de amendoim resume-se a eu não tolerar a existência dela perto de mim mas fora do meu corpo. Isto significa que, quando uma vontade súbita de a comer me surge e transformo um saco de amendoins em mais um frasco dela, as opções subsequentes se reduzem a 1) arranjar uma receita que a gaste, e cujo produto possa ser partilhado com outras pessoas, e 2) cair na obesidade. Tendo a preferir a primeira: e, desta vez, foi o para-mim-recém-descoberto Pinterest (sim, leitores, só agora) que me ajudou nessa empreitada. Esta proposta do Spoon University saltou-me à vista pela promessa de facilidade, e por parecer absolutamente pecaminosa. A verdadeira extensão da facilidade só compreendi mais tarde, quando fui ler sobre fudge e percebi que é capaz de ser uma coisa um bocado complexa e chata de fazer — de facto, em comparação, esta versão fica pronta nuns ridículos cinco minutos, mais uma passagem breve pelo congelador. A pecaminosidade, essa, confirmei à primeira prova. Ao primeiro grama desta maravilha absurda que tocou as minhas papilas. Ao primeiro segundo.

Porque este fudge é mesmo delicioso. É ó-meu-deus-o-que-é-isto delicioso. É só-vou-comer-disto-até-morrer delicioso. Também é muito versátil: podem substituir o xarope de ácer por mel (embora, francamente, com a actual disseminação do xarope de ácer nos hipermercados do costume, recomende muito que tentem usá-lo!), e podem fazer pedaços mais altos/cúbicos (a única consequência é que serão menos). Além disso, a receita original pede óleo de coco, que é coisa que eu não tenho e passo bem sem ter, porque não é tão saudável como se pensa: a minha substituição dele por margarina pode ter resultado em fudge mais mole, mas confesso que não saberia, dado que não comparei — fica a sugestão para vocês, se estiverem curiosos. Honestamente, por mim, a receita fica mesmo assim, como a fiz e como podem ver abaixo: porque, como tenho estado a dar a entender, é foste-mesmo-tu-que-fizeste?, completamente, orgasmicamente deliciosa. E não sou só eu que o digo: nesta, os meus amigos fazem mesmo coro comigo.

FICHA TÉCNICA

  • Tempo: 5-10 min (preparação) + 1 hora (congelador).
  • Dificuldade: Muito baixa.
  • Porções: 24 pedaços.
  • Calorias (total): 1795 kcal.
  • Calorias (1 pedaço): 75 kcal.

INGREDIENTES

  • 240g de manteiga de amendoim caseira sem pedaços;
  • 50g de margarina;
  • 70g de xarope de ácer;
  • 1/2 colher de chá de essência de baunilha;
  • 1/4 colher de chá de sal fino.

PREPARAÇÃO

  1. Forrar um tabuleiro com papel vegetal.
  2. Derreter a margarina no microondas. Numa taça, com uma colher de pau, misturar todos os ingredientes, até obter uma massa homogénea, espessa e pegajosa.
  3. Espalhar a massa  no tabuleiro, numa camada com cerca de 1,5 cm de altura. Não importa que não ocupe todo o espaço.
  4. Levar ao congelador durante cerca de 1 hora, ou o necessário até ficar duro. Nessa altura, retirar e cortar em pedaços. Guardar novamente no congelador até ao consumo.

Então, é fácil e delicioso ou não? Pois. De nada. Só não deixem o ponto 1) transformar-se no 2)… um risco que eu quase corri. Quase.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s