Muffins integrais saudáveis de banana e chocolate

ACTUALIZAÇÃO (16-09-2015): Após verificação do sucesso do meu novo método de cozedura de muffins, decidi aplicá-lo a esta receita, o que resultou numa textura perfeita, e numa experiência globalmente muito melhor do que o descrito nos parágrafos seguintes. Assim, actualizei a fotografia e a receita deste post, embora tenha decidido manter o restante texto original, pelo valor nostálgico da coisa. Relaxem: o valor calórico de apenas 130 kcal por muffin também se mantém!


Confessionário: a principal razão pela qual não partilhei os muffins que mencionei há duas publicações foi não ter ficado nada satisfeita com o resultado final. Apesar do sabor razoavelmente agradável, ficaram mais do que demasiado secos, facto que ainda não sei se se terá devido à minha aselhice ou à própria receita. (Aselhice, Luísa. Sempre a aselhice.) Em boa verdade, e já que estamos a ser sinceros, convém explicar que não há quase nenhum conjunto de instruções culinárias ao qual eu não fuja para reduzir a dose de açúcar e/ou gordura: o que, de certa maneira, pode explicar uma parte significativa do meu problema. Ainda assim, e após análise cuidada, parece-me que a principal questão se prende mesmo com o tempo de cozedura: sim, Luísa, devias tê-los tirado mais cedo. Tão simples.

Desta vez, para esclarecer todas as dúvidas, fui retirando os muffins do forno em alturas diferentes. A receita na qual me baseei para esta nova tentativa, encontrada no já mencionado e absolutamente fantástico Ambitious Kitchen, fala de 20-25 minutos de forno, pelo que, tendo feito apenas quatro, retirei um ao fim de cerca de 18 minutos, dois na marca dos 22 minutos, e o último apenas no final do tempo: 25 minutos. O veredicto? O primeiro parecia uma queijada (o que, suponho, não é necessariamente mau…); os dois segundos, apesar de cozidos na periferia, também revelavam um núcleo mais cru do que o desejável; e, por fim, o último, apesar do tempo máximo total de cozedura, ainda poderia, na minha opinião, ter ficado uns minutos extra lá dentro. (Antes que se perguntem: sim, fui fazendo o teste do palito!) Conclusão: quando repetir esta receita, vou esperar, pelo menos, uma boa meia horinha, para ver se atinjo finalmente aquele ponto óptimo entre o cru e o seco: douradinho por cima, húmido e arejado por dentro.

Mas, na verdade, tudo isto é muito irrelevante: afinal de contas, se, ao contrário da outra vez, dou por mim aqui a apregoar uma receita apesar dos resultados menos-do-que-perfeitos da primeira tentativa de a fazer, é apenas pelo facto incontornável de que, textura à parte, estes muffins resultaram num sabor absurdamente delicioso, que quase torna inacreditável o quão saudáveis são. Quando comparados com os seus habituais irmãos, isto é. Se não acreditam, vejam: mel em vez de açúcar; azeite em vez de óleo; iogurte em vez de manteiga; e, claro, 130 calorias: menos de metade das habituais 300+! Tudo isto com o plano de fundo do felicíssimo casamento da banana com o chocolate negro (em fase de lua-de-mel, pelos vistos): francamente, dá para dizer que não? Pois, bem me pareceu.

FICHA TÉCNICA

  • Tempo: 20 min (preparação) + 15 min (forno).
  • Dificuldade: Baixa.
  • Porções: 12 muffins.
  • Calorias (total): 1550 kcal.
  • Calorias (1 muffin): 130 kcal.

INGREDIENTES

  • 150g de farinha de trigo integral;
  • 1 colher de chá de fermento em pó;
  • ¼ colher de chá de sal fino;
  • 3 bananas médias bem maduras;
  • 1 ovo médio;
  • 1 iogurte natural magro, grego ou cremoso, de 120g;
  • 1 colher de sopa de leite magro;
  • 1 colher de sopa de azeite;
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha;
  • 60g de mel;
  • 45g de pepitas de chocolate negro.

PREPARAÇÃO

  1. Untar e enfarinhar 12 formas de muffin/queque, ou utilizar formas antiaderentes. Pré-aquecer o forno a 175°.
  2. Numa taça, misturar a farinha, o fermento e o sal. Entretanto, colocar todos os restantes ingredientes numa liquidificadora e deixar bater até obter uma mistura macia e cremosa.
  3. Juntar os ingredientes líquidos aos sólidos e, com uma colher de pau, misturar apenas até unir, tendo o cuidado de não mexer demasiado! Por fim, envolver as pepitas de chocolate.
  4. Distribuir a massa pelas formas e levar ao forno a 220° durante exactamente 7 min. No final desse tempo, sem abrir a porta do forno, baixar a temperatura para 190° e deixar cozer mais 8 min.
  5. Retirar os muffins do forno e deixar arrefecer nas formas durante 5 min, continuando depois o arrefecimento numa grelha de cozinha. Servir mornos ou frios.

Sim, as contas estão bem feitas: cada um destes muffins ronda as 130 kcal, o que é quase pecaminosamente pouco. A melhor parte? O sabor está todo lá…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s